15 de dezembro de 2019 - 07:10

Cidades

22/11/2019 08:18

Prefeito lança projeto inovador de Biogás e Eco-Alfabetização

O prefeito Emanuel Pinheiro lança nesta sexta-feira (22), às 8h, na Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Madre Marta Cerutti, no bairro Belo Vista, o projeto Biogás e Eco-Alfabetização na Escola Cuiabana. Implantado em caráter experimental em cinco unidades da rede pública municipal, urbana e do campo, durante o recesso escolar de julho, o projeto já apresenta resultados positivos com sustentabilidade e economia para as escolas e os cofres municipais.

O projeto Biogás e Eco-Alfabetização na Escola Cuiabana consiste na instalação de um biodigestor para a produção do gás metano que é utilizado na cozinha, para o preparo da alimentação diária dos alunos. “O processo, além do ganho pedagógico, traz economia para as unidades escolares da rede”, explicou a engenheira agrônoma, Edilaine Cristina da Silva Almeida.

Nas unidades educacionais que receberam os equipamentos, a EMEB Madre Martha Cerutti, e as Escolas Municipais de Educação Básica do campo (EMEBCs) Nossa Senhora da Penha de França, Profª. Hilda Caetano de Oliveira Leite, Nova Esperança e Profª. Benedita Xavier Rodrigues, o projeto é desenvolvido em duas fases, a funcional e a pedagógica, envolvendo professores e alunos.

“Essa tecnologia é israelense. O processo não gera odor (só dentro do equipamento) e não oferece riscos a saúde das crianças. O sistema é inovador e pode ser colocado em ambientes públicos, em qualquer escala, inclusive industrial”, destacou Edilaine Cristina, que está monitorando o projeto desde a instalação dos equipamentos.

No ambiente escolar o projeto ganhou o componente pedagógico com a Eco-Alfabetização para mudar antigos hábitos, por práticas mais saudáveis.  “Essa tecnologia não produz só o biogás, ela produz também um fertilizante que poderá ser utilizado na escola, em canteiros e hortas, reduzindo o impacto ambiental”, explicou a engenheira, lembrando que, com a tecnologia, tudo aquilo que é orgânico e que iria para o lixo, é transformado em energia limpa.

SISTEMA

O sistema lembra uma composteira tradicional. Além de dejetos orgânicos, como cascas de frutas e legumes, também recebe carnes, laticínios, gorduras, óleos e outros resíduos para produzir biogás. As bactérias presentes no biodigestor decompõem os materiais orgânicos, liberando gás limpo que é utilizado para cozinhar. Fácil de montar, o sistema funciona sem eletricidade, pode ser colocado, por exemplo, no quintal de uma casa. Diariamente produz cerca de 6 kWh (kilowatts-horas) de energia, biogás suficiente para cozinhar por 3 horas.

O secretário de Educação, Alex Vieira Passos, disse que essa é mais uma iniciativa inovadora da gestão Emanuel Pinheiro, que pensa no bem-estar da população e no futuro sustentável da cidade. “O projeto piloto está completando quatro meses. Com fechamento do primeiro ciclo de avaliação no próximo mês de dezembro, a expectativa da Secretaria de Educação é implantar o biodigestor em outras unidades da rede ainda em 2020. Além de trazer economia, o sistema é um aliado poderoso no processo ensino aprendizagem formando cidadãos conscientes em relação à importância de preservarmos a natureza. Mais uma vez, a Educação, na gestão Emanuel Pinheiro, está fazendo a diferença, avançando para oferecer um ensino de qualidade aos mais de 53 mil alunos da rede”, destacou.

SERVIÇO

Lançamento do Projeto Biogás e Eco-Alfabetização na Escola Cuiabana

Data: sexta-feira, dia 22

Hora: 8h

Local: EMEB Madre Marta Cerutti, Rua Vereador Juliano Costa Marques, s/n, bairro Bela Vista


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.