12 de dezembro de 2018 - 01:09

Polícia

26/11/2018 09:11

Jovem fica cego de um olho após levar dois tiros de ཈' em confusão com PM

Um jovem de 26 anos identificado Alison Santiago de Arruda Leite perdeu a visão do  olho esquerdo depois que foi atingido por duas balas de borracha disparadas por um policial militar em uma confusão por conta de som automotivo na cidade de Alto Paraguai (a 222 quilômetros de Cuiabá). O caso ocorreu no último domingo (18), mas só veio à tona  no decorrer da semana.
 

De acordo com informações do boletim de ocorrência registrado pela vítima, por volta das 9h30, quando estava em uma distribuidora de bebidas, um policial militar identificado apenas como sargento Roosevelt exigiu que o carro da vítima, um Gol G6, fosse retirado do local.
 
O proprietário se recusou a cumprir a determinação e informou que a dona da distribuidora havia autorizado que o veículo ficasse estacionado ali e com uso de som automotivo. Na sequência, ainda conforme o B.O, o militar apontou a arma para o homem, que continuou se recusando a retirar o carro.
 
Logo após, ele seguiu até a viatura, pegou uma carabina calibre 12 e - com violência  - teria exigido a documentação do carro e ameaçado: “Se você não me der, darei um tiro”, segundo descrito na ocorrência.
 
Como Alison recusou, o policial  atirou com a munição não letal e dois tiros atingiram o  olho da vítima. Ele também foi agredido com chutes e algemado. Ainda segundo a vítima, testemunhas tentaram acabar com as agressões, mas também foram atingidas com balas de borracha.
 
Por conta dos disparos, dois projéteis ficaram alojados no olho esquerdo de Alison que teve que ser submetido a uma cirurgia para retirada do globo ocular na última terça-feira (20). Além disso, ele necessita de outra cirurgia para preenchimento de osso na região atingida.
Olhar Direto teve acesso as imagens dos ferimentos que somente poderão ser  ser conferidas neste link
 
Apuração:
A Polícia Militar, por meio da assessoria de imprensa, informou que a família deve formalizar a denúncia na Corregedoria de Polícia Militar, localizada na Rua Torres, bairro CPA 1, em Cuiabá, onde poderá ser instaurado um procedimento para apurar a conduta do policial.
 


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.