12 de dezembro de 2018 - 00:37

Polícia

27/11/2018 09:47

Oito pessoas são presas por latrocínio em Apiacás

A vítima recepcionou os suspeitos e os conduziu até o quarto onde eles ficariam hospedados. E acabou perdendo a vida ali mesmo, onde foi encontrada amordaçada e com as pernas e pés presos.

Oito pessoas foram detidas, seis delas em Nova Monte Verde (944 km de Cuiabá), e duas em Apiacás, no início da madrugada desta segunda-feira (26.11) por envolvimento em um latrocínio (roubo seguido de morte) no domingo (25.11), num hotel, na cidade de Apiacás. Uma folha de cheque com assinatura falsificada de uma das vítimas e vários produtos do roubo estavam com os suspeitos no Hotel Novo Horizonte. Durante as buscas pela arma do crime foram localizados uma balança de precisão, R$ 1.246,70 em dinheiro e outros materiais na casa de um dos suspeitos.

Assim que soube do ocorrido em Apiacás, a polícia militar desencadeou um trabalho de buscas pelos hotéis de Nova Monte Verde, distante cerca de 70 km, que culminou na localização dos suspeitos. Um deles, Carlos Alexandre Neves Tomé, 18 anos, tentou fugir, mas foi alcançado pelos policiais. Outros, entre eles um menor de 16 anos e uma mulher de 23, estariam em lugares distintos.

O menor M.S.O., 16, colaborou com as informações junto ao investigador da polícia civil, que também atuaram na ocorrência, desbloqueando o celular e autorizando a verificação do conteúdo. Ele também delatou outros dois indivíduos que deram auxílio ao roubo, sendo conhecidos como Toninho (Geraldo Aparecido Costa, 53) e Paulinho (Paulo Sergio Gonçalves Augusto, 23), que teriam fornecido as armas, um revólver 38 e outro de calibre 32. E que esses dois teriam recebido parte do dinheiro roubado no Hotel São Jorge, bem como onde eles estariam naquele momento, sendo a casa de um dos envolvidos.

Toninho estava na cidade de Apiacás, na casa do suspeito Tiago Andrade Barboza, 24. Tiago tentou fugir do local pela lateral da casa e na tentativa jogou uma sacola com substância aparentando ser maconha. Ele foi detido por policiais que cercavam o espaço. Toninho ao ver o comparsa fugindo também tentou a proeza, mas não teve êxito. Outro envolvido de nome Cleu Aparecido Costa, 25, acabou preso no local quando chegou em uma motocicleta conforme as características repassadas pelo menor.

Cleu entregou onde estariam Paulo Sérgio Gonçalves Augusto, e Geraldo Aparecido Costa. Geraldo estava com R$ 798,00, um cigarro de maconha, uma embalagem com entorpecente da mesma espécie e uma munição de calibre 32 na mochila. A dupla estava na casa de Geraldo, onde estava a arma e o dinheiro apreendido.

Os outros presos são Camila Farias de Souza, 23, e Julio Barbosa, 24.

O crime

O latrocínio ocorreu no Hotel São Jorge, em Apiacás, por volta do 12h do domingo. A vítima Jorge Kelin de Souza, 66 anos, foi encontrada no andar superior do estabelecimento, amordaçada com as pernas e braços presos. A morte foi constatada no local pela equipe médica de plantão.

Uma testemunha que pernoitou no hotel auxiliou nas informações, narrando que na noite anterior ao crime, por volta das 21h, estava na recepção quando dois rapazes chegaram em uma motocicleta querendo um quarto para pernoitar.

A vítima teria recebido R$ 60,00 em dinheiro pelo aluguel e levado os hóspedes até o quarto. Pela manhã, quando desceu para a recepção, a testemunha viu que a porta dos fundos estava aberta e o armário e gavetas da recepção revirado e saiu procurando pela vítima chamando-a pelo nome. Foi quando avistou que a porta onde os suspeitos teriam se hospedado estava aberta e ao entrar, viu a cena do crime.

Os suspeitos teriam roubado R$ 1.250,00, um talão de cheques do banco Bradesco de propriedade do dono do Hotel, G.A., 87 anos.


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.