12 de dezembro de 2018 - 02:03

Polícia

27/11/2018 09:55

Defaz cumpre cinco mandados e apura esquema de fraudes em secretaria municipal

A Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), da Polícia Civil, deflagrou, na manhã desta terça-feira (27), a operação “Ippon”,  que apura desvios de recursos públicos da Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento Humano do município de Cuiabá, entre os anos de 2014 a 2017, abarcando as gestões de Mauro Mendes (DEM) e Emanuel Pinheiro (MDB).

No total, segundo a assessoria da Polícia Civil foram expedidos cinco mandados de busca e apreensão. Um dos alvos trata-se da sede da Secretaria de Assistência Social, instalada no bairro Renascer, além de residências da Capital. 
A investigação apura desvios por meio de convênios firmados pela Prefeitura de Cuiabá e o Instituto Mato-grossense de Artes, Cultura e Desporto. 
Segundo apurado, o instituto criava projetos que em tese beneficiariam crianças e adolescentes, mas há informações de que teriam sido usados para atender interesses pessoais, mediante a utilização de notas fiscais fraudulentas para justificação de verbas públicas.
A operação Ippon recebeu esse nome em alusão a expressão utilizada em competições de artes marciais  para atribuir um golpe perfeito.
A Prefeitura de Cuiabá foi procurada e deve se manifestar. 

Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.