05 de junho de 2020 - 07:06

Polícia

09/03/2020 07:00

Delegado prende mãe e babá de criança que caiu de apartamento em Sinop

O delegado da Polícia Civil, Carlos Eduardo Muniz prendeu em flagrante e sem estipular fiança a mãe, de 25 anos, e a babá, de 21 anos, do menino, de 4 anos, que caiu da janela de um prédio, localizado no bairro Jardim Terra Rica, com aproximadamente seis metros de altura e atingiu um carro que estava estacionado, ontem. Às duas mulheres ainda vão passar por audiência de custódia e juiz determinará se serão ou não soltas. Elas devem responder por abandono de incapaz.

A criança foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada ao Hospital Regional para receber atendimento médico. Segundo os bombeiros, a criança estava consciente, aparentemente sem fraturas e com escoriações do lado do tórax. De acordo com um soldado, provavelmente o impacto com o carro “amorteceu” a queda, evitando que houvesse mais ferimentos.

Testemunhas que também deram suporte ao menino após a queda informaram aos policiais militares que foram até o apartamento, mas não encontram ninguém. Pouco tempo depois, as responsáveis chegaram no local e a Polícia Militar foi novamente acionada. A mulher, de 25 anos, confirmou que era mãe do menino e informou aos policiais que havia o deixado com a jovem, de 21 anos, na sexta-feira para ir em uma festa. Ela afirmou que iria buscar a criança até às 9h do sábado.

Já a babá afirmou que neste horário tinha uma prova na faculdade, não poderia faltar e que o acordo para cuidar do menino era até o início da manhã e não até às 9h. Contou ainda aos policiais que a mãe da criança não chegou no horário combinado e não que conseguiu contato com a mãe dele.

Como não podia levá-lo à faculdade, o deixou trancado no apartamento e quando retornou já não o encontrou mais. Só ficou sabendo que ele havia caído do prédio quando encontrou com as testemunhas.

Todas as circunstâncias apresentadas ainda serão investigadas pelas autoridades policiais. As responsabilidades pelo caso serão esclarecidas no decorrer do inquérito aberto pela Polícia Civil.


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.