18 de janeiro de 2022 - 13:51

Polícia

09/11/2021 17:50 PJC Raquel Teixeira

Drones, celulares e drogas são apreendidos em casa próxima à PCE, depois de investigação da Polícia Civil

A GCCO apura agora quem são os responsáveis pelo material, que seria levado à penitenciária

Duas casas que serviam de apoio a uma organização criminosa para o envio de celulares e entorpecentes em unidades prisionais da Capital foram alvos de mandados judiciais de buscas e apreensões cumpridos pela Polícia Civil, nesta terça-feira (09.11), no bairro Jardim Industriário 1.

A Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) recebeu informações de que casas próximas à Penitenciária Central do Estado, na Capital, estavam servindo de base para que drones fossem carregados com celulares e drogas e arremessados à unidade prisional.

Após a identificação dos locais, a GCCO representou à Justiça pelos mandados de buscas. Nesta manhã, os policiais da GCCO apreenderam drones, controles e acessórios do equipamento não-tripulado, além de porções de drogas já embaladas e aparelhos celulares, em um dos endereços alvos.

De acordo com o delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, as investigações prosseguem para chegar aos responsáveis pelos crimes, entre elas o ingresso de aparelhos celulares e entorpecentes em unidades prisionais e integrar organização crimonosa.

“A GCCO continua com a apuração para indetificar e prender os responsáveis e integrantes da organização criminosa”, destacou o delegado.


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.